Seja você também um doador


Pré-requisitos para a doação:



  • Idade: superior a 18 anos e inferior a 70 anos. 

  • Peso corporal: superior a 50kg.

Alimentação: não estar em jejum ou não ter ingerido                                                                                                                         alimentos gordurosos há menos de 4 horas.



Principais causas de inaptidão para a doação de sangue:



  • Doenças: candidatos com história de doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas cuja transmissibilidade através de transfusão sanguínea seja conhecida como Doença de Chagas, Hepatite, AIDS, Sífilis,  contra indicam a doação;

  • Medicamentos: cada medicamento deve ser avaliado individualmente, principalmente pela indicação de seu uso, o que pode excluir o doador, a critério médico;

  • Imunização: cada vacina deve ser avaliada individualmente;

  • Intervalo de doação: o intervalo mínimo entre cada doação deverá ser de 90 dias para a mulher e 60 dias para o homem, desde que num período de um ano se façam no máximo quatro doações para o homem e três para a mulher;

  • Gestação e puerpério: são excluídas as gestantes, as puérperas até 3 meses após o parto e as mulheres que amamentam até 12 meses do parto;

  • Abortamento: são excluídas as candidatas com história de abortamento há menos de 3 meses;

  • Profissão: não são aceitos como candidatos à doação pessoas que NÃO tenham repousado após exercerem trabalho noturno, pessoas que exerçam profissões de risco físico e que não possam interromper suas atividades por 12 horas;

  • Pressão arterial: são excluídos os candidatos com PA máxima acima de 180mmHg ou abaixo de 100mmHg e PA mínima acima de 100mmHg;

  • História de hemoterapia: são excluídos os candidatos que receberam sangue, componentes ou derivados nos 12 meses anteriores à doação, em virtude do risco de transmitirem doenças infecciosas. Idem para transplantes;

  • Malária: são excluídos como doadores os candidatos que nos últimos 6 meses estiveram em área endêmica e que nos últimos 3 anos tiveram Malária. São excluídos definitivamente os doadores que tiveram febre quartã (Plasmodium malarie);

  • Álcool: quaisquer sinais de intoxicação pelo álcool ou história de alcoolismo crônico excluem o candidato. Ingestão de álcool há menos de 12 horas também impede a doação;

  • Perda de peso: perda acima de 10% do peso nos últimos 3 meses;

  • Cirurgias: rejeição por 6 meses a 1 ano para grandes cirurgias, 3 meses para pequenas cirurgias e 72 horas para extração dentária ou manipulação dentária;


Grupos em situação de risco aumentado:



  1. Serão inabilitados de forma permanente como doadores de sangue os candidatos que tenham evidências clínicas ou laboratoriais de doenças infecciosas que sejam transmitidas por transfusão sanguínea.

  2. Serão inabilitados por 12 meses após a cura os candidatos a doador que tiveram alguma Doença Sexualmente Transmissível - DST.

  3. Serão inabilitados por um ano, como doadores de sangue, os candidatos que nos 12 meses precedentes tenham sido expostos a uma das situações abaixo:

  • Candidatos (as) que tenham feito sexo em troca de dinheiro ou de drogas, e os parceiros sexuais destas pessoas.

  • Candidatos (as) que tenham feito sexo com um ou mais parceiros ocasionais ou desconhecidos, sem uso do preservativo, ou que foram vítimas de estupro.

  • Candidatos que tiveram relações sexuais com outros homens e/ou as parceiras sexuais destes.

  • Candidatos (as) que tenham tido relação sexual com pessoa com exame reagente para anti-HIV, portador de Hepatite B, Hepatite C ou outra infecção de transmissão sexual e sanguínea.

  • Candidatos (as) que estiveram detidas por mais de 24 horas em instituição carcerária ou policial.

  • Candidatos (as) que tenham realizado “piercing” ou tatuagem sem condições de avaliação quanto à segurança.

  • Candidatos (as) que tenham apresentado exposição não estéril a sangue ou outro material de risco biológico.

  • Candidatos (as) que sejam parceiros sexuais de hemodialisados e de pacientes com história de transfusão sanguínea.

  • Candidatos (as) que tiveram acidente com material biológico e em consequência apresentaram contato de mucosa e/ou pele com o referido material biológico.



Principais causas de inaptidão definitiva para a doação de sangue



  • Alcoolismo crônico;

  • Bronquite e Asma (crises a cada 3 meses ou menos, sem controle com medicamentos por via inalatória);

  • Câncer (inclusive Leucemia);

  • Cardiopatias graves, doença renal crônica, doenças hemorrágicas;

  • Diabetes tipo I e Diabetes tipo II com lesão vascular;

  • Doença de Chagas;

  • Tuberculose extra-pulmonar;

  • Hanseníase;

  • Hepatite viral após 10 anos de idade;

  • Infecção por HBV, HCV, HIV, HTLV I/II;

  • Malária (febre quartã - Plasmodium malariae), Elefantíase (filariose);

  • Reação adversa grave em doação anterior;

  • Doença pulmonar: Enfisema, D.P.O.C., história de embolia pulmonar;

  • Antecedentes de AVC;

  • Psicoses, Esquizofrenia ou doenças que gerem inimputabilidade jurídica.

© 2013 Todos os direitos reservados para Ihebe.

Segunda à Sexta   7:30 - 18-00
Sábado                    8:00 - 12:00

 

Desenvolvido por: Ox3_Consultoria

Dr. Murilo Chermont Azevedo

Médico Hematologista - CRM-PA 8281

Responsável Técnico:

Atendimento: